Memorial ao Soldado Emigrante

A Associação dos Emigrantes dos Açores (AEAzores) inaugurou, no dia 25 de julho de 2021, na Praça do Emigrante, Ribeira Grande, um Memorial ao Soldado Emigrante. Este Memorial serve para lembrar e homenagear todos os emigrantes portugueses que lutaram, ou ainda lutam, ou que morreram ao serviço das Forças Armadas dos países de acolhimento.

Em 2021, evoca-se o Centenário do Regresso dos Soldados tombados nos campos do Norte de França, Bélgica e em outros Teatros da I Guerra Mundial, recordados sob a forma do Altar Cívico que são os Memoriais aos Soldados Desconhecidos, um conceito que se desenvolveu em 1921. O Memorial ao Soldado Emigrante visa, assim, dar continuidade a este legado, honrando os nomes daqueles que partiram das terras lusas, em busca de um futuro melhor, e serviram ou continuam a servir em nome da sua nova pátria, preservando, simultânea e naturalmente, laços fraternos e identitários com a sua terra natal, Portugal.

Historicamente, o desafio da emigração marcou gerações e gerações de portugueses, ao longo de séculos. Muitos, e particularmente os açorianos e madeirenses, partiram para as terras do Novo Mundo, deixando o seu cunho nos conflitos armados que envolveram os países das Américas, especialmente os EUA. Outros serviram em missões de combate no Médio Oriente, Ásia e África, em nome da França. Outros ainda, tendo nascido em territórios ultramarinos portugueses, viram-se forçados a emigrar para a África do Sul, após 1974, tendo participado nas guerras civis de Angola e Moçambique. Neste sentido, o Memorial ao Soldado Emigrante está isento de partidarismo político relativo às causas em prol das quais os emigrantes portugueses combateram, ao longo de séculos, sob a bandeira do seu país de acolhimento, centrando-se, ao invés, no sentido de dever patriótico dos portugueses perante estes países, e na identidade lusa dos filhos de Portugal.

Pesquise aqui a nossa Base de dados de soldados portugueses ao serviço dos países de emigração.

Envie-nos uma mensagem se tiver informações sobre este assunto e que queira partilhar connosco

Comments are closed.