NICOLAU RODRIGUES VIEIRA: UM BALEEIRO DAS FLORES NA BALEAÇÃO AMERICANA!

#FindYourAzoresBaleação

 

Já ouviste falar sobre Nicolau Rodrigues Vieira? Este homem nasceu em 1856 nas Lajes das Flores e na idade dos seus 20’s chegou a Dartmouth. De seguida foi para New Bedford, a cidade baleeira que já tinha uma grande quantidade de açorianos.

Sobre esta comunidade de açorianos é de destacar a emigração “de salto” muito conhecida nas ilhas das Flores, Corvo, Pico, São Jorge e Faial, que consistia em jovens que clandestinamente juntavam-se às tripulações dos navios baleeiros americanos para chegarem aos Estados Unidos! Pode-se dizer que a emigração dos açorianos para os EUA foi inaugurada através da baleação e influenciaram a baleação açoriana!

A baleação feita pelos americanos era uma tarefa muito difícil por diversas razões como a natureza do trabalho assim como pelo tempo que os navios ficavam em alto mar até encherem os seus barris com óleo de baleia!

Da carreira de baleeiro de Nicolau Rodrigues Vieira é de destacar o seu papel na barca Canton onde foi imediato e depois 1º comando e chegou mesmo ao posto de capitão. Sabias que enquanto capitão da Canton numa saída em abril de 1905, voltou em agosto de 1906 a New Bedford com uma impressionante quantidade de 2750 barris de óleo de cachalote e 75 de óleo de baleia ?!!

 

Fonte de informação e de algumas imagens: VIEIRA, João A. Gomes, O Homem e o Mar: A Participação Portuguesa (Açorianos e Cabo-verdianos) na Baleação Americana, Edição de Medialand, LDA, agosto de 2007.

Não te esqueças de seguir o nosso Instagram: association_find.your.azores

Assim como a nossa página oficial do Facebook: Associação Dos Emigrantes Açorianos

 

#FindYourAzoresEmigraçãoAçoriana #FindYourAzoresNewBedford

 

Lajes das Flores

Lajes das Flores

New Bedford: cidade baleeira

New Bedford: cidade baleeira

New Bedford: cidade baleeira

 

Caça à baleia nas Flores

Navios baleeiros americanos na Horta

Caça ao cachalote

A barca Canton

João Rodrigues Vieira e esposa

Trabalho nos navios baleeiros americanos

Trabalho nos navios baleeiros americanos

Trabalho nos navios baleeiros americanos

 

Publicado a 18 Novembro, 2020