FALECEU O SENHOR MANUEL ARRUDA, PIONEIRO DA EMIGRAÇÃO PORTUGUESA PARA O CANADÁ

A AEA expressa as mais sinceras condolências à família do Senhor Manuel Arruda, natural dos Remédios da Bretanha, ilha de São Miguel, que faleceu no dia 25/12/2020, no Canadá, aos 91 anos.

 

 

 

 

Em homenagem à sua memória, não podemos deixar de referir os feitos mais importantes deste pioneiro da emigração portuguesa para o Canadá, em 1953. Manuel Arruda quando chegou ao Canadá, em 1953 foi viver para Montreal, onde trabalhou nas «farms», porém este trabalho não se prolongou por muito tempo, pois um ano mais tarde, mudou-se para Toronto, local onde a sua vida começou a tomar um novo rumo, levando Manuel a aceitar este país como a sua nova casa e pátria.

Fotografia dos Pioneiros da emigração para o Canadá. Manuel Arruda é o segundo a contar da direita, na fila do meio.

 

Manuel Arruda sempre se dedicou a várias iniciativas relacionadas com o interesse comunitário, sobretudo do interesse da comunidade portuguesa em que estava inserido. Fez parte da fundação do primeiro clube «First Portuguese Canadian Association», da fundação da primeira banda filarmónica no Canadá, a Banda do Senhor Santo Cristo de Toronto, assim como, contribuiu para a realização das primeiras festas em honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em Toronto, em 1966.

Parte assim, este grande senhor, conhecido e admirado pela sua grande coragem e dedicação, por ter deixado a sua ilha em busca de uma nova vida num mundo por ele desconhecido. É uma figura que merece todo o respeito, pois a ele deve-se (assim como a todos os outros pioneiros da emigração portuguesa) grande parte dos feitos realizados em prol da inserção dos açorianos no Canadá, sobretudo em Toronto.

Manuel Arruda e sua esposa Odília, em 1986

 

 

 

Publicado a 14 Janeiro, 2021