Açores e Santa Catarina destacam a educação e a cultura no reforço da identidade açoriana

O Governo Regional dos Açores e duas instituições culturais de Santa Catarina destacaram as acções culturais e escolares como “linha condutora” da estratégia de reforço da açorianidade naquele estado brasileiro, onde há “um grande apego” às raízes. O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas afirmou que a “linha condutora” da estratégia para reforçar a açorianidade em Santa Catarina, no sul do Brasil, passa pela difusão da cultura e da educação. “A estratégia passa muito pela educação, pela presença dos Açores nas escolas, pela divulgação da cultura açoriana”, salientou Rui Bettencourt. Rui Bettencourt frisou que o Estado de Santa Catarina é “particularmente importante porque lá habitam açorianos, e açorianos de grande ligação aos Açores”, sublinhando que se trata de “açorianos de quarta, quinta e sexta geração” e de “algumas gerações de há 270 anos” e “O que é interessantíssimo neste Estado brasileiro de Santa Catarina é que são açorianos que assumem ser açorianos, desejam e têm orgulho de ser açorianos”, afirmou. Já para a superintendente da Fundação Cultural de Florianópolis “Franklin Cascaes”, Roseli Maria Pereira, é importante também potenciar “os intercâmbios culturais” entre o arquipélago e o estado brasileiro.

60804940

A presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Ana Lúcia Coutinho, realçou por seu turno o incremento dos intercâmbios culturais “também como fortalecimento para o turismo”. “Antigamente os intelectuais de universidades e pesquisadores é que apontavam, por exemplo, que a Festa do Divino Espírito Santo é importante. Hoje é a sociedade civil que diz que essa festa é importante como identidade cultural e pretende que essa festa seja reconhecida pelo Estado”, explicou.

Fonte: Diário dos Açores, 14 de Março de 2019

Publicado a 18 Março, 2019