História do Chá em São Miguel

“Viajar no espaço oitocentista” (a expressão é da Professora Susana Goulart Costa) é a melhor definição
que encontro para este grande – em todos os sentidos da palavra – livro, resultante da tese de doutoramento
do historiador e investigador Mário Fernando Oliveira Moura, um ribeira-grandense de gema e um açoriano a
quem muito deve a nossa cultura e a defesa dos nossos valores patrimoniais. Em boa hora a Câmara da Ribeira Grande decidiu a publicação desta obra. Por vários motivos, entre os quais se pode destacar a profundidade e vastidão da investigação sobre os primórdios da cultura do chá, a abrangência dos fluxos históricos que nos leva aos principais acontecimentos e vultos do século XIX, essencialmente aqueles que estiveram ligados à Agricultura e à sua divulgação, e a vasta bibliografia consultada e no livro perpetuada que nos permite fazer uma ideia do muito que neste atravessar de três séculos já se escreveu sobre a mais fina cultura açoriana.